Os Números da Guerra de África

0
652
Com novos dados sobre a guerra de África (1961-1975), o tenente-coronel Pedro Marquês de Sousa dá-nos a realidade do que foi a mobilização dos militares portugueses e a dos movimentos independentistas, as baixas militares e civis, as despesas do Estado Português, a quantidade de armas, de aeronaves, de navios, de viaturas. Toda a logística dos três ramos das Forças Armadas, fruto de uma investigação ampla e rigorosa, enriquecida com tabelas, gráficos e mapas.
O impacto que a guerra de África teve na sociedade, na economia e na história dos povos de quatro nações justifica esta obra, que regista a quantidade de seres humanos envolvidos – militares, guerrilheiros e civis –, os mortos, os feridos e os dados estatísticos sobre os combates, revelando a evolução das operações militares nas três frentes, Angola, Guiné e Moçambique.
PEDRO MARQUÊS DE SOUSA
É tenente-coronel do Exército, mestre em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (2007), doutor pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (2014) e pós-graduado em Direção e Gestão de Segurança pela Universidade Autónoma de Lisboa (2020).
Participou na missão da ONU em Timor-Leste (2000-2001) e foi professor na Academia Militar e no Instituto Universitário Militar. É autor de diversos livros e artigos de história militar e de história da música militar.
Em 2014, foi condecorado pelo secretário de Estado da Cultura com a Medalha de Mérito Cultural (República Portuguesa) e, em 2015, com a Medalha de Honra da cidade de Setúbal.
É membro do Conselho Científico da Comissão Portuguesa de História Militar, conselheiro científico do Museu Militar de Lisboa e investigador do Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM) da Universidade Nova de Lisboa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui