Núcleo da Maia – Passeio cultural a Ponte de Lima

0
487
Em 25 de maio de 2024, o Núcleo da Maia da Liga dos Combatentes realizou um passeio cultural e gastronómico com os seus sócios, familiares e amigos à vila histórica de Ponte de Lima. O dia esteve muito primaveril, o que tornou o passeio agradável e com boa disposição.
Ponte de Lima é uma vila histórica do Norte de Portugal, mais antiga que a própria nacionalidade portuguesa. Foi fundada por Carta de Foral de 4 de março de 1125, outorgada pela Rainha D. Teresa, que fez Vila o então Lugar de Ponte, localizado na margem esquerda do Rio Lima, junto à ponte construída pelos Romanos no século I, no tempo do Imperador Augusto. Segundo o historiador António Matos Reis, o nascimento de Ponte de Lima está intimamente ligado ao nascimento de Portugal, inserindo-se nos planos de autonomia do Condado Portucalense prosseguidos por D. Teresa, através da criação de novos municípios. Herdeira e continuadora de um rico passado histórico, Ponte de Lima orgulha-se de possuir um valioso património histórico e cultural.
O dia iniciou-se com a visita ao Centro de Interpretação de História Militar com explicações de pormenor, dadas pelo Secretário da Direção do Núcleo, Prof. Doutor Sérgio Veludo Coelho, um historiador de relevo e que esteve ligado a este projeto, portanto perfeito conhecedor de tudo o que este Centro possui.
O almoço no Restaurante Muralha, foi um dos pontos de relevo, pela forma como recebeu a comitiva do Núcleo da Maia, bem como, pelos pratos sugeridos e servidos, nomeadamente o Arroz de Sarrabulho à moda de Ponte de Lima.
Na parte da tarde e após um passeio ligeiro, procedeu-se à visita do Museu do Brinquedo Português, instalado no nobre edifício da Casa do Arnado, muito perto do ex-libris de Ponte de Lima – que são as pontes romana e medieval – foi oficialmente inaugurado em junho de 2012 sob a responsabilidade da Associação Concelhia das Feiras Novas e do Município de Ponte de Lima.
Trata-se do primeiro espaço museológico em Portugal, e único deste género no país, a integrar milhares de peças que retratam a história do brinquedo fabricado no nosso país durante 100 anos, e mostra como se brincava em Portugal, antes da era tecnológica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui