Núcleo de Elvas – Sardinhada para a família militar

0
289
O Núcleo de Elvas da Liga dos Combatentes, em parceria com a Delegação de Fuzileiros de Juromenha/Elvas e a Associação dos Paraquedistas do Alto Alentejo, conforme estava planeado do antecedente, organizou e levou a efeito, no dia 22 de junho de 2024, ao pôr-do-Sol (tipo SUNSET), a Festa do São João, (vulgo Sardinhada) para a Família Militar, que se realizou nos quintais do Ninho das Associações, junto ao Paiol da Nossa Senhora da Conceição.
Esta foi a primeira vez que estas Associações se juntaram na organização de um evento que tanto diz à Família Militar e está enraizada na tradição cultural portuguesa, mais conhecida como os “mastros” dos Santos Populares, que se realizam um pouquinho por toda a parte.
Com um conjunto de atividades que constavam do programa da Festa, os cerca de 100 sócios e suas famílias das 3 associações, que corresponderam a esta iniciativa, foram recebidos por alguns elementos da comissão organizadora e ficaram pela reação inicial, impressionados pela beleza e decoração do recinto.
Após a receção, as pessoas aguardaram a chegada das autoridades convidadas, num espaço reservado para os aperitivos e após isso ocuparam as mesas já previamente definidas para se iniciar a Sardinhada. A noite teve animação musical, da responsabilidade do grupo AR Musical, e onde ao som da música e das “modas” tradicionais, se deu o tradicional “pezinho de dança”, num ambiente acolhedor, agradável e desinibido, criado de forma espontânea pelos participantes.
Numa iniciativa de grande responsabilidade e que logisticamente envolveu um grande volume de trabalho e de meios, a organização conseguiu proporcionar, uma agradável oferta de acepipes e a possibilidade dos convivas degustarem o tradicional caldo verde com chouriço, as apetecíveis sardinhas da época, a salada de tomate com pimentos e a grelhada mista, para além dos doces e fruta variada.
A imagem do São João, colocada em lugar de destaque, presidiu à festa e o cheirinho a manjerico pairou toda a noite no ar e se fez festa, num verso a rimar:
“Ó MEU QUERIDO S. JOÃO
JUNTO DO TEU CORDEIRINHO,
PEÇO-TE COM DEVOÇÃO
QUE ABENÇOES ESTE CANTINHO”
“Os momentos de felicidade somos nós que os tornamos especiais”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui