Dia das Operações de Paz e Humanitárias ’23

0
298
Pelas 07h30 do dia 29 de maio, os veículos da GNR descarregaram os equipamentos para a exposição na parada do Museu do Combatente, cujo treino teria o seu início pelas 08h00, para as cerimónias do dia. As altas entidades, recebidas pelo Presidente da Liga dos Combatentes − Tenente-general Joaquim Chito Rodrigues, foram conduzidas à tribuna, onde no percurso se apresentaram perante o Comandante das Forças em Parada, receberam sentido e o cumprimento do Comandante da Força.
A destacar o Comandante-geral da Guarda Nacional Republicana − Tenente-general José Manuel Santos Correia e o Superintendente-chefe Constantino Azevedo Ramos, Diretor Nacional adjunto para a unidade orgânica de operações e segurança da Polícia de Segurança Pública. Entretanto chegaram ao local da cerimónia o Chefe do Estado-Maior do Exército − General Eduardo Mendes Ferrão, o Chefe da Casa Militar da Presidência da República − Vice-almirante Luís de Sousa Pereira, o Vice-Chefe do Estado Maior da Força Aérea – Tenente-general José de Barros Ferreira e o Vice-Chefe do Estado-Maior da Armada – Vice-almirante António Henrique Gomes.
Finalmente chegou o Secretário de Estado da Defesa Nacional, Marco Capitão Ferreira, que presidiu à cerimónia, dirigindo-se para o ponto de continência onde lhe foram prestadas honras militares e executadas dezanove salvas de artilharia. O Secretário de Estado, acompanhado do Comandante da Força, passou revista à mesma, ao som do Hino Maria da Fonte.
Tomou a palavra o Tenente-general Chito Rodrigues que elogiou na sua alocução os militares das forças nacionais destacadas das Forças Armadas e das Forças de Segurança ao serviço da Paz, no ano em que se celebra o 75.º aniversário da primeira operação de Paz da ONU em 1948 e 35 anos da ONU ter recebido o Prémio Nobel da Paz. Após ter enunciado os conceitos da Paz e Guerra, sintetizou a organização mundial para a Paz no âmbito da ONU, da EU e da NATO. Relativamente à Guerra da Ucrânia salientou a aplicação do princípio de Mackinder na estratégia neste conflito.
Em seguida tomou a palavra o Major-general Paulo Silvério da GNR, que após uma explanação sobre a Unidade de Intervenção da GNR como Grupo de Intervenção de Ordem Pública focou os subagrupamentos ao longo dos tempos, desde Timor Leste 2000 -2002, Timor Leste–Subagrupamento Bravo 2006-2012, Iraque (novembro de 2003 a fevereiro de 2005), Subagrupamento Alfa Missão ALTHEA–Sarajevo Bósnia-Herzegovina (fevereiro de 2008 a novembro de 2010), Missão Afeganistão–NTM-A–NATO TRAINING (março de 2011 a março de 2013),  Missão Eulex–Kosovo–Reserved Formed Police Unit (março de 2022 a julho de 2022), CSIESS–Centro de Inativação de Explosivos e Segurança em Subsolo Missões, GIOE–Grupo de Intervenção de Operações Especiais e Grupo de Intervenção Cinotécnico–GIC Participação da GNR em Missões Internacionais – 1956/2023.
O Secretário de Estado da Defesa Nacional agradeceu o convite à Liga dos Combatentes, enaltecendo o trabalho de todos os militares ao longo do tempo em defesa da Nação. Foram impostas condecorações: a Medalha de Honra ao Mérito–Grau Ouro, ao Presidente da Câmara Municipal de Leiria − Dr. Gonçalo Nuno Lopes; Medalha Comemorativa das Campanhas – Daniel Ferreira Gaspar e Medalhas de Comemoração da Paz – Luís Miguel Mendes da Silva e João Ribeiro Nogueira.
Após o desfile das forças em parada, deu-se início à cerimónia de homenagem aos militares caídos em defesa da Paz, com deposição de coroas de flores, invocação religiosa pelo Capelão Licínio Silva e os toques associados ao momento. A cerimónia finalizou com o Hino da Liga dos Combatentes.
Terminadas as cerimónias no exterior do Museu do Combatente, os presentes dirigiram-se ao interior do Museu, onde na parada, a GNR expôs diversos equipamentos dos vários grupos de intervenção. Na Sala Aljubarrota foram expostos painéis com o desenvolvimento dos subgrupos da unidade de intervenção em diversas missões e o seu trabalho na inativação de Explosivos e Segurança em Subsolo, Operações Especiais e Grupo de Intervenção Cinotécnico. Apresentarem-se também alguns painéis com sócios e amigos da Liga dos Combatentes nas Operações de Paz e Humanitárias.
Texto: Isabel Martins
Fotos: Miguel Valle de Figueiredo
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui