Os Combatentes no Ultramar, naturais do concelho de Pinhel, viram concretizado finalmente um anseio antigo com a construção de um Memorial.
Esse Memorial, é não só uma homenagem a todos os combatentes, mas fundamentalmente, aos falecidos no Ultramar, cujos nomes vão ficar gravados em blocos de granito para perpetuar a sua memória.
A cerimónia teve o seu início com a Guarda de Honra à Bandeira Nacional, e prosseguiu com o descerramento da placa de inauguração, bênção do Monumento, alocuções alusivas ao ato, deposição de uma coroa de flores, honras militares pelo RI14 aos combatentes mortos e que culminou com a imposição de condecorações a alguns combatentes.
As intervenções foram proferidas não só pelo autor do projeto António Saraiva que descreveu em pormenor tudo o que pretendia transmitir, como também pelo presidente do Núcleo de Pinhel, António Cruz, pelo representante da Direção Central TCor. Pires Martins, presidente do Município de Pinhel, Rui Ventura, e ainda pela Secretária de Estado do Recursos Humanos e Antigos Combatentes, Profª. Dr.ª. Catarina Sarmento e Castro.
De assinalar também, a presença de muitos combatentes do concelho e seus familiares. O tema das intervenções decorreu necessariamente ao redor dos combatentes e suas famílias, tendo a Secretária de Estado enumerado ainda alguns benefícios constantes do recentemente aprovado Estatuto do Combatente. A cerimónia finalizou ao som do Hino da Liga dos Combatentes.
Liga dos Combatentes
Author: Liga dos Combatentes

A LIGA DOS COMBATENTES, inicialmente designada por Liga dos Combatentes da Grande Guerra, foi fundada em 1921. Constituem objetivos da LIGA DOS COMBATENTES: a. Promover a exaltação do amor à Pátria e a divulgação, especial entre os jovens, do significado dos símbolos nacionais, bem como a defesa intransigente dos valores morais e históricos de Portugal; b. Promover o prestígio de Portugal, designadamente através de ações de intercâmbio com associações congéneres estrangeiras; c. Promover a proteção e auxílio mútuo e a defesa dos legítimos interesses espirituais, morais e materiais dos sócios; d. Cooperar com os órgãos de soberania e da Administração Pública com vista à realização dos seus objetivos, nomeadamente no que respeita à adoção de medidas de assistência a situações de carência económica dos associados e de recompensa daqueles a quem a Pátria deva distinguir por atos ou feitos relevantes praticados ao seu serviço; e. Criar, manter e desenvolver departamentos ou estabelecimentos de ensino, cultura, trabalho e solidariedade social em benefício geral do País e direto dos seus associados.

Artigo anteriorBelmonte – Comemorações do 10 de Junho
Próximo artigoSanta Margarida da Coutada – Monumento aos Combatentes do Concelho de Constância por Portugal
A LIGA DOS COMBATENTES, inicialmente designada por Liga dos Combatentes da Grande Guerra, foi fundada em 1921. Constituem objetivos da LIGA DOS COMBATENTES: a. Promover a exaltação do amor à Pátria e a divulgação, especial entre os jovens, do significado dos símbolos nacionais, bem como a defesa intransigente dos valores morais e históricos de Portugal; b. Promover o prestígio de Portugal, designadamente através de ações de intercâmbio com associações congéneres estrangeiras; c. Promover a proteção e auxílio mútuo e a defesa dos legítimos interesses espirituais, morais e materiais dos sócios; d. Cooperar com os órgãos de soberania e da Administração Pública com vista à realização dos seus objetivos, nomeadamente no que respeita à adoção de medidas de assistência a situações de carência económica dos associados e de recompensa daqueles a quem a Pátria deva distinguir por atos ou feitos relevantes praticados ao seu serviço; e. Criar, manter e desenvolver departamentos ou estabelecimentos de ensino, cultura, trabalho e solidariedade social em benefício geral do País e direto dos seus associados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here