Coimbra – Centro de Apoio Médico, Psicológico e Social (CAMPS 4)

0
146
11 ANOS COM OS COMBATENTES DA GUERRA DO ULTRAMAR DA ZONA CENTRO
Em 15 de março de 2010, o Secretário de Estado da Defesa Nacional, Dr. Marcos Perestrello, juntamente com outras altas entidades, inaugurou o Centro de Apoio Médico, Psicológico e Social da Zona Centro (CAMPS 4), com o objetivo de dar resposta a um desafio há muito colocado à Sociedade Portuguesa: apoiar os Combatentes da Guerra do Ultramar e as suas famílias a nível Médico, Psicológico e Social.
Hoje, 11 anos depois, somos um serviço de referência no Apoio aos Combatentes, familiares e outros associados da região Centro. Estamos sediados no Núcleo de Coimbra da Liga dos Combatentes, no Colégio da Graça – Rua da Sofia, e prestamos serviços nas especialidades de Medicina Geral, Ortopedia, Psiquiatria, Psicologia, Serviço Social e Enfermagem.
Recebemos cerca de um milhar de utentes, e por ano, realizamos aproximadamente 5.000 ações, entre consultas, iniciativas de caráter lúdico e ocupacional, sessões de terapia de grupo e ações de informação e sensibilização.
Neste difícil período de Pandemia, com entusiamo, empenho e muita criatividade, mantivemos o contato permanente com os nossos Combatentes e com as suas famílias, através de teleconsultas, visitas de acompanhamento domiciliário e entregas de bens alimentares e medicação. Criámos iniciativas inovadoras para interagir com a nossa população, contribuindo para a promoção da sua saúde física e psicológica e garantindo sempre as respostas mais adequadas às necessidades que fomos identificando.
Tudo porque sabemos que é nas fases mais CRÍTICAS que TODOS SOMOS CHAMADOS A CONTRIBUIR! Parabéns a toda a equipa, amigos e a todos aqueles que continuam a confiar nos nossos serviços.
Para mais informações e marcações, contacte-nos através do Telefone: 913 529 106 ou venha conhecer-nos na Rua da Sofia, nº136 em Coimbra (CAMPS 4).
Liga dos Combatentes
Author: Liga dos Combatentes

A LIGA DOS COMBATENTES, inicialmente designada por Liga dos Combatentes da Grande Guerra, foi fundada em 1921. Constituem objectivos da LIGA DOS COMBATENTES: a. Promover a exaltação do amor à Pátria e a divulgação, especial entre os jovens, do significado dos símbolos nacionais, bem como a defesa intransigente dos valores morais e históricos de Portugal; b. Promover o prestígio de Portugal, designadamente através de acções de intercâmbio com associações congéneres estrangeiras; c. Promover a protecção e auxílio mútuo e a defesa dos legítimos interesses espirituais, morais e materiais dos sócios; d. Cooperar com os órgãos de soberania e da Administração Pública com vista à realização dos seus objectivos, nomeadamente no que respeita à adopção de medidas de assistência a situações de carência económica dos associados e de recompensa daqueles a quem a Pátria deva distinguir por actos ou feitos relevantes praticados ao seu serviço; e. Criar, manter e desenvolver departamentos ou estabelecimentos de ensino, cultura, trabalho e solidariedade social em benefício geral do País e directo dos seus associados.

Partilhe!
Artigo anteriorATUALIZAÇÃO DE DADOS PESSOAIS PARA EFEITOS DE VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19
Próximo artigo«Combatente» – março 2021
Liga dos Combatentes
A LIGA DOS COMBATENTES, inicialmente designada por Liga dos Combatentes da Grande Guerra, foi fundada em 1921. Constituem objectivos da LIGA DOS COMBATENTES: a. Promover a exaltação do amor à Pátria e a divulgação, especial entre os jovens, do significado dos símbolos nacionais, bem como a defesa intransigente dos valores morais e históricos de Portugal; b. Promover o prestígio de Portugal, designadamente através de acções de intercâmbio com associações congéneres estrangeiras; c. Promover a protecção e auxílio mútuo e a defesa dos legítimos interesses espirituais, morais e materiais dos sócios; d. Cooperar com os órgãos de soberania e da Administração Pública com vista à realização dos seus objectivos, nomeadamente no que respeita à adopção de medidas de assistência a situações de carência económica dos associados e de recompensa daqueles a quem a Pátria deva distinguir por actos ou feitos relevantes praticados ao seu serviço; e. Criar, manter e desenvolver departamentos ou estabelecimentos de ensino, cultura, trabalho e solidariedade social em benefício geral do País e directo dos seus associados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe o seu comentário!
Please enter your name here