A pedido da Comissão Organizadora informa-se o seguinte:
“MANIFESTO SOBRE AS COMEMORAÇÕES DO 877.º ANIV.º DA INDEPENDÊNCIA DE PORTUGAL”
Portugueses,
A bula papal Manifestis Probatum© Portugal, Torre do Tombo, mf. 3801.
No próximo dia 5 de outubro comemoram-se 877 anos de Independência de Portugal, firmada pelo Tratado de Zamora. Diversas personalidades portuguesas e patriotas (advogados, médicos, arquitetos, escritores, gestores, empresários, embaixadores, militares, consultores, artistas, professores, funcionários públicos, empregados, jornalistas, técnicos administrativos) juntaram-se no Movimento Independência de Portugal para convocar os portugueses a celebrar este dia memorável na nossa História Pátria. Apelamos para que o Povo português adira a esta iniciativa patriótica para a qual foram convidadas também as entidades oficiais e os partidos políticos sem distinção. No actual contexto politico que vivemos, de profunda crise económica e social, mais relevante é afirmarmos o valor da Independência e o o seu significado para o nosso futuro.
As cerimónias decorrerão no Castelo de S. Jorge em Lisboa junto da estátua do nosso primeiro rei D. Afonso Henriques As (dia 5 de outubro às 11h00) e o programa incluirá diversos discursos, a deposição de uma coroa de flores de homenagem do povo português ao nosso Rei D. Afonso Henriques e da audição do Hino nacional tocado por uma Banda Filarmónica Portuguesa. Esta cerimónia não tem qualquer financiamento público através dos nossos impostos, sendo as despesas inerentes cobertas totalmente por doações dos subscritores e aderentes. Sem Independência não há Portugal. Reafirmar este principio nos conturbados dias de hoje é uma manifestação de vitalidade da nação portuguesa e uma base fundamental para construir o seu futuro.
Portugueses,
Vamos todos ao Castelo de S. Jorge agradecer ao nosso primeiro Rei a nossa Independência.
Movimento independência de Portugal
A Comissão Organizadora
Gonçalo Sequeira Braga
Isabel Cruz de Almeida
Margarida Saavedra
René Cordeiro
Gastão da Cunha Ferreira
Previamente à celebração do 877.º Aniversário da Independência de Portugal, e durante o mês de setembro, o Movimento Independência de Portugal vai promover um Ciclo de Conferências sobre as Revoluções Políticas e a Identidade Nacional.
O respectivo Programa provisório é o seguinte:
AS CONFERÊNCIAS DA INDEPENDÊNCIA
As Revoluções Politicas e a Identidade Nacional.
Dia 10SET2020-18h00 – A Revolução republicana do 5 de outubro de 1910 (As Causas e as Obras) – Dr. Jaime Nogueira Pinto
Dia 17SET2020-18h00 – A Revolução do 28 de maio de 1926 (As Causas e as Obras) – Prof. José Luís Andrade
Dia 24SET2020-18h00 – A Revolução do 25 de abril de 1974 (As Causas e as Obras) – Dr. Miguel Mattos Chave
Dia 1OUT2020-18h00 – A Revolução Nacionalista e a ameaça mundialista (As Causas e as Consequências) -Dr. Gonçalo Sequeira Braga.
Todas as Conferências serão em modo videoconferência havendo necessidade dos participantes se inscreverem previamente. Oportunamente será divulgado o endereço para onde se poderão efetuar as inscrições.
Liga dos Combatentes
Author: Liga dos Combatentes

A LIGA DOS COMBATENTES, inicialmente designada por Liga dos Combatentes da Grande Guerra, foi fundada em 1923. Constituem objectivos da LIGA DOS COMBATENTES: a. Promover a exaltação do amor à Pátria e a divulgação, especial entre os jovens, do significado dos símbolos nacionais, bem como a defesa intransigente dos valores morais e históricos de Portugal; b. Promover o prestígio de Portugal, designadamente através de acções de intercâmbio com associações congéneres estrangeiras; c. Promover a protecção e auxílio mútuo e a defesa dos legítimos interesses espirituais, morais e materiais dos sócios; d. Cooperar com os órgãos de soberania e da Administração Pública com vista à realização dos seus objectivos, nomeadamente no que respeita à adopção de medidas de assistência a situações de carência económica dos associados e de recompensa daqueles a quem a Pátria deva distinguir por actos ou feitos relevantes praticados ao seu serviço; e. Criar, manter e desenvolver departamentos ou estabelecimentos de ensino, cultura, trabalho e solidariedade social em benefício geral do País e directo dos seus associados.

Artigo anteriorEstatuto do Combatente – Total reconhecimento e fraca solidariedade
Próximo artigoPrémio António Sommer Champalimaud
Liga dos Combatentes
A LIGA DOS COMBATENTES, inicialmente designada por Liga dos Combatentes da Grande Guerra, foi fundada em 1923. Constituem objectivos da LIGA DOS COMBATENTES: a. Promover a exaltação do amor à Pátria e a divulgação, especial entre os jovens, do significado dos símbolos nacionais, bem como a defesa intransigente dos valores morais e históricos de Portugal; b. Promover o prestígio de Portugal, designadamente através de acções de intercâmbio com associações congéneres estrangeiras; c. Promover a protecção e auxílio mútuo e a defesa dos legítimos interesses espirituais, morais e materiais dos sócios; d. Cooperar com os órgãos de soberania e da Administração Pública com vista à realização dos seus objectivos, nomeadamente no que respeita à adopção de medidas de assistência a situações de carência económica dos associados e de recompensa daqueles a quem a Pátria deva distinguir por actos ou feitos relevantes praticados ao seu serviço; e. Criar, manter e desenvolver departamentos ou estabelecimentos de ensino, cultura, trabalho e solidariedade social em benefício geral do País e directo dos seus associados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe o seu comentário!
Please enter your name here