Matosinhos – Assembleia-geral

0
106
Teve lugar nas instalações da Sede do Núcleo de Matosinhos a Assembleia-geral do Núcleo, convocada pelo Presidente da Mesa da Assembleia-geral, nos termos do n.º 3.4.3 do Regulamento Geral de Funcionamento da Liga dos Combatentes. Antes de se iniciar a ordem de trabalhos, foi guardado um minuto de silêncio pelos sócios recentemente falecidos. No ponto 1. foi feita a análise e votação do Relatório de Atividades e das Contas de 2019, tendo sido aprovados por unanimidade.
Do trabalho realizado em 2019 foram descritas, pormenorizadamente, pelo Presidente da Direção na sua intervenção, todas as atividades constantes do referido relatório assim como o profícuo trabalho diário no atendimento aos sócios. Destacou igualmente o trabalho dos delegados do Núcleo nas freguesias na angariação de sócios. No ponto 2. foram apresentados e aprovados o Plano de Atividades e o Orçamento para 2020, tendo sido salientadas as ações que vão acontecer a nível nacional e local.
No último ponto da ordem de trabalhos, o Presidente da Direção deu a conhecer a todos os presentes o projeto para a Obra de Remodelação do Monumento do Concelho aos Combatentes do Ultramar, elaborado pelo nosso sócio Arq. Rocha dos Santos e que foi entregue à Câmara Municipal em 19DEZ2019. Por fim, o Presidente da Direção deu as últimas informações sobre o ponto de situação no que toca ao Estatuto do Combatente, nomeadamente as propostas da Liga dos Combatentes apresentadas ao Governo e à Comissão Parlamentar da Defesa, onde o mesmo se encontra a ser discutido na especialidade.
Foi uma Assembleia que se caracterizou pela participação e intervenção de vários sócios através de uma ampla e construtiva discussão sobre a vida do Núcleo e sobre os objetivos da Liga dos Combatentes. A terminar, foi servido um Porto de Honra a todos os presentes.
Liga dos Combatentes
Author: Liga dos Combatentes

A LIGA DOS COMBATENTES, inicialmente designada por Liga dos Combatentes da Grande Guerra, foi fundada em 1923. Constituem objectivos da LIGA DOS COMBATENTES: a. Promover a exaltação do amor à Pátria e a divulgação, especial entre os jovens, do significado dos símbolos nacionais, bem como a defesa intransigente dos valores morais e históricos de Portugal; b. Promover o prestígio de Portugal, designadamente através de acções de intercâmbio com associações congéneres estrangeiras; c. Promover a protecção e auxílio mútuo e a defesa dos legítimos interesses espirituais, morais e materiais dos sócios; d. Cooperar com os órgãos de soberania e da Administração Pública com vista à realização dos seus objectivos, nomeadamente no que respeita à adopção de medidas de assistência a situações de carência económica dos associados e de recompensa daqueles a quem a Pátria deva distinguir por actos ou feitos relevantes praticados ao seu serviço; e. Criar, manter e desenvolver departamentos ou estabelecimentos de ensino, cultura, trabalho e solidariedade social em benefício geral do País e directo dos seus associados.

Artigo anteriorOliveira de Azeméis – 91.º Aniversário
Próximo artigoIRS SOLIDÁRIO – Um pequeno gesto, uma grande ajuda
Liga dos Combatentes
A LIGA DOS COMBATENTES, inicialmente designada por Liga dos Combatentes da Grande Guerra, foi fundada em 1923. Constituem objectivos da LIGA DOS COMBATENTES: a. Promover a exaltação do amor à Pátria e a divulgação, especial entre os jovens, do significado dos símbolos nacionais, bem como a defesa intransigente dos valores morais e históricos de Portugal; b. Promover o prestígio de Portugal, designadamente através de acções de intercâmbio com associações congéneres estrangeiras; c. Promover a protecção e auxílio mútuo e a defesa dos legítimos interesses espirituais, morais e materiais dos sócios; d. Cooperar com os órgãos de soberania e da Administração Pública com vista à realização dos seus objectivos, nomeadamente no que respeita à adopção de medidas de assistência a situações de carência económica dos associados e de recompensa daqueles a quem a Pátria deva distinguir por actos ou feitos relevantes praticados ao seu serviço; e. Criar, manter e desenvolver departamentos ou estabelecimentos de ensino, cultura, trabalho e solidariedade social em benefício geral do País e directo dos seus associados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe o seu comentário!
Please enter your name here