Após aprovação pelo General Presidente da Liga dos Combatentes para que a Embaixada da Polónia pudesse promover no Museu do Combatente a exposição “Jósef Pitsudski – um homem de Estado da Polónia e da Europa”, no âmbito das celebrações do 100º aniversário da Restituição da Independência da Polónia, iniciaram-se os trabalhos de preparação da mesma entre a Dª Katarzyna O’Neill, Especialista para a Diplomacia Pública da Embaixada da República da Polónia em Lisboa e Isabel Martins do Marketing do Museu do Combatente, considerando os aspectos expositivos de que foi responsável a Dª Katarzyna O`Neill e a logística e programação do evento pelo marketing, no intuito de a inauguração ser no dia 10 de janeiro, como aconteceu. O evento iniciou-se em frente ao Monumento aos Combatentes do Ultramar com deposição de coroa de flores pelo Sr. Embaixador, ouvindo-se os toques do Silêncio, aos Mortos e Alvorada, seguidos pelo Hino da Liga dos Combatentes.
Seguidamente e conduzidos pelo Coronel Lucas Hilário, Secretário Geral da Liga dos Combatentes, que acompanhou o Embaixador e presentes na visita às diferentes exposições do Museu do Combatente, secundado pelo marketing com o acompanhamento dos visitantes estrangeiros em inglês e francês, iniciou-se a visita pela História da Aviação no Séc. XX terminando na Trincheira que todos apreciaram dado o clima realista que traduz a permanência dos soldados portugueses nas trincheiras da Flandres. Na Sala Aljubarrota, a exposição foi aberta depois dos discursos do Sr. Embaixador – Jacek Kisielewski e do Major General Fernando Aguda, Vice-presidente da Direção Central da Liga dos Combatentes (devido à ausência no estrangeiro do Presidente da Liga dos Combatentes, General Chito Rodrigues). O Embaixador da Polónia agradeceu as presenças e fez um comentário sobre o Marechal Pitsudski, que faria 150 anos, sendo que foi o principal obreiro da reunificação e independência do seu país.
Após a projecção do filme que mostrou a passagem do Marechal pela Ilha da Madeira por um período de 3 meses, o encontro com o então Presidente da República de Portugal Marechal Óscar Carmona que lhe atribuiu a Medalha de Torre e Espada – Valor, Lealdade e Mérito, as actividades do Marechal na Madeira onde permaneceu instalado na Casa Bettencourt, da homenagem dos responsáveis da ilha com um busto e uma rua com o seu nome, tomou a palavra o Vice-presidente da Liga dos Combatentes, Major-general Aguda .
Agradecendo a presença do Embaixador Sr. Jacek Junosza Kisielewski, do Adido Adjunto da Defesa da República da Polónia, que veio propositadamente de Paris para o evento, Sr. Wojciech Reszka, e de todos os presentes, falou sobre a satisfação da Liga em receber esta exposição que aproxima os combatentes da Polónia e de Portugal, sendo que os dois países são parceiros da FMAC (Federação Mundial de Antigos Combatentes), organização mundial de antigos combatentes cujo actual Vice-presidente é um general Polaco, esperando que esta exposição contribua para o estreitar de relações entre os dois países.
Dos presentes estiveram alguns diplomatas da Embaixada da Polónia, Brigadeiro General Maurício Raleiras,representando o General CEMGFA, Tenente General Mimoso de Carvalho, representando o General CEMFA , Vice-Almirante Mourão Ezequiel , Director da Comissão Cultural da Marinha em representação do Almirante CEMA, Major General Flambó representando o General CEME , vários membros da Direção Central da Liga dos Combatentes, um representante da Secção do Exercito/Força Aérea da Embaixada dos Estados Unidos, o Adido de Defesa e Naval do Brasil, o Adido de Defesa da Embaixada de França, o Adido de Defesa da Embaixada da Argélia, o Adido de Defesa, Militar, Aeronáutico e Naval da Embaixada da Roménia, o Adido de Defesa, Militar, Naval e Aeronáutico da China e o Secretário Adido da mesma Embaixada, o Diretor da Comissão Cultural de Marinha, a Capitão Luísa Abreu representante da Academia da Força Aérea e vários Núcleos da Liga dos Combatentes. Já no Gabinete do General Presidente da Liga foram trocadas lembranças tendo o Vice-Presidente oferecido ao Sr. Embaixador uma medalha símbolo da Grande Guerra – um capacete em 3 dimensões da Grande Guerra, e o Sr. Embaixador retribuído com um livro sobre a História da Polónia.
No final foi servido aos presentes , e com a qualidade que a caracterizam, um cocktail oferecido pela Embaixada da Polónia , no bar de armas do Museu do Combatente.
Agradece-se a colaboração da Liga dos Combatentes (Dª Domingas Pereira no envio dos convites e pela coordenação com o marketing do seguimento dos mesmos, bem como do Sr. Hugo Gonçalves com as fotografias que recolheu para documentação da cerimónia). Um agradecimento ao Dept. de Logística na preparação das instalações para o evento, conforme o solicitado.
museu do combatente
Liga dos Combatentes
Author: Liga dos Combatentes

A LIGA DOS COMBATENTES, inicialmente designada por Liga dos Combatentes da Grande Guerra, foi fundada em 1923. Constituem objectivos da LIGA DOS COMBATENTES: a. Promover a exaltação do amor à Pátria e a divulgação, especial entre os jovens, do significado dos símbolos nacionais, bem como a defesa intransigente dos valores morais e históricos de Portugal; b. Promover o prestígio de Portugal, designadamente através de acções de intercâmbio com associações congéneres estrangeiras; c. Promover a protecção e auxílio mútuo e a defesa dos legítimos interesses espirituais, morais e materiais dos sócios; d. Cooperar com os órgãos de soberania e da Administração Pública com vista à realização dos seus objectivos, nomeadamente no que respeita à adopção de medidas de assistência a situações de carência económica dos associados e de recompensa daqueles a quem a Pátria deva distinguir por actos ou feitos relevantes praticados ao seu serviço; e. Criar, manter e desenvolver departamentos ou estabelecimentos de ensino, cultura, trabalho e solidariedade social em benefício geral do País e directo dos seus associados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe o seu comentário!
Please enter your name here