Evocação do Centenário de 100 Anos de Solidariedade

0
27
Teve lugar na Cidade do Porto, em 25 de junho, a cerimónia de Evocação do Centenário da Casa dos Filhos dos Soldados Portugueses (CFS), fundada em 1917 pela Junta Patriótica do Norte (JPN). A CFS entregue pela JPN à Liga dos Combatentes no ano de 1937, passou então a ser designada por Lar dos Filhos dos Combatentes (LFC) e após redefinição estrutural e da sua missão social, passou a denominar-se desde 2015 por Complexo Social Nossa Senhora da Paz (CSNSP). A “Evocação do Centenário” decorreu nas instalações do CSNSP, sitas na Quinta Amarela, “Complexo Social” que avoca as tarefas de Estrutura Residencial para Pessoas Idosas, Creche e Infantário, numa continuação da prestação de solidariedade iniciada há 100 anos.
A cerimónia foi intensamente vivida em ambiente familiar por todos os convidados e participantes em geral, pois cerca de 90 antigas Alunas e Alunos do LFC associaram-se ao evento, envolvendo a sua antiga Casa de formação académica, moral e globalmente preparatória para a Vida, gerando um alegre e salutar reviver de momentos e recordações que foram sentidos e partilhados por todos que na Evocação do centenário participaram. Foram vividos momentos salutares de recordação, alegria e sadio convívio, que aqueles antigos alunos geraram e transmitiram com a sua “juventude e boa disposição”, cativando todos os convidados e vincando bem a sua profunda afetividade a uma Instituição que foi a sua casa de formação e neles gerou marcante união e espírito de corpo.
As cerimónias tiveram início pelas 10h30 com a Celebração Eucarística na Capela de Nossa Senhora da Paz do Complexo Social, celebração a cargo do Padre Nuno Santos do Seminário de Braga. Pelas 11h30 teve lugar a Obliteração do Inteiro Postal criado para o “Centenário”, estando presente uma delegação dos CTT de Portugal que assumiu a cerimónia e através do Diretor de Filatelia – Dr. Raul Moreira, elucidou historicamente os presentes sobre os antecedentes históricos e significado da obliteração que se efectuou na altura, sendo posteriormente distribuídos Inteiros Postais com carimbo do dia a todos os presentes.
A cerimónia prosseguiu com uma sessão de alocuções no Pátio do Infante do CSNSP, onde usaram da palavra a primeira ocupante da Residência Sénior – Senhora Laura; o pai de dois alunos – um da Creche outro do Infantário, Senhor Major Mesquita; a antiga aluna do LFS Hortênsia Pinto Fernandes, que no final da sua alocução entregou ao Presidente da LC uma recordação oferecida pelas antigas alunas e alunos da CFS; o Diretor do Complexo Social – Coronel Barbosa Pinto; o Presidente da LC – General Joaquim Chito Rodrigues e o Senhor Secretário de Estado da Defesa Nacional – Dr. Marcos Perestrello.
Na sequência da cerimónia foi condecorada com a medalha de Mérito da Liga dos Combatente a antiga aluna Hortênsia Pinto Fernandes, sendo a condecoração imposta pelo Presidente da Liga dos Combatentes e o momento muito saudado pelas antigas alunas e alunos presentes com uma salva de palmas. De imediato se seguiu o cantar do hino da Casa dos Filhos dos Soldados pelos antigos alunos presentes na cerimónia, constituindo um momento vibrante de afirmação e saudade, bem vincado na forma entusiasta com que o hino foi entoado e por todos os presentes saudado.
Prosseguiu a cerimónia com o descerramento de uma placa alusiva ao Centenário, momento reservado ao Senhor Secretário de Estado da Defesa Nacional e General Presidente da Liga dos Combatentes, ficando no Pátio do Infante assinalada por forma marcante a efeméride do Centenário.
Descerrada a placa, foi entoado o Hino da Liga dos Combatentes por um grupo de residentes, momento bonito e comovente que ligou todos os presentes e envolveu os residentes atuais, antigas alunas e alunos, demais convidados e entidades participantes na cerimónia.
Seguiu-se um almoço de confraternização nos jardins do Complexo Social, onde se prolongou o bom convívio entre todos os convidados e participantes na Cerimónia de Evocação do Centenário da Casa dos Filhos dos Soldados.
Participaram nesta cerimónia, entre outras, as seguintes entidades:
Secretário de Estado da Defesa Nacional – Presidente da Liga dos Combatentes – Presidente da Junta de Freguesia de Cedofeita – Comandante da Zona Marítima do Norte em representação do Almirante CEMA – Diretor da Administração de Recursos Humanos do Exército em representação do General CEME – Presidente da Associação dos Amigos das Forças Armadas – Representante da PSP do Porto – Membros da DC da LC – Direcção do Complexo Social Nossa Senhora da Paz – Presidentes dos Núcleos da LC do Porto, Matosinhos, Espinho, Penafiel, Ribeirão e Winnipeg – Senhor José Pedro Aguiar Corte Real, familiar do fundador da Junta Patriótica do Norte e da Casa dos Filhos dos Soldados.
Liga dos Combatentes
Author: Liga dos Combatentes

A LIGA DOS COMBATENTES, inicialmente designada por Liga dos Combatentes da Grande Guerra, foi fundada em 1923. Constituem objectivos da LIGA DOS COMBATENTES: a. Promover a exaltação do amor à Pátria e a divulgação, especial entre os jovens, do significado dos símbolos nacionais, bem como a defesa intransigente dos valores morais e históricos de Portugal; b. Promover o prestígio de Portugal, designadamente através de acções de intercâmbio com associações congéneres estrangeiras; c. Promover a protecção e auxílio mútuo e a defesa dos legítimos interesses espirituais, morais e materiais dos sócios; d. Cooperar com os órgãos de soberania e da Administração Pública com vista à realização dos seus objectivos, nomeadamente no que respeita à adopção de medidas de assistência a situações de carência económica dos associados e de recompensa daqueles a quem a Pátria deva distinguir por actos ou feitos relevantes praticados ao seu serviço; e. Criar, manter e desenvolver departamentos ou estabelecimentos de ensino, cultura, trabalho e solidariedade social em benefício geral do País e directo dos seus associados.

Artigo anteriorNelas – Inauguração de Monumento aos Combatentes
Próximo artigoCantanhede – 4.º Aniversário do Núcleo
Liga dos Combatentes
A LIGA DOS COMBATENTES, inicialmente designada por Liga dos Combatentes da Grande Guerra, foi fundada em 1923. Constituem objectivos da LIGA DOS COMBATENTES: a. Promover a exaltação do amor à Pátria e a divulgação, especial entre os jovens, do significado dos símbolos nacionais, bem como a defesa intransigente dos valores morais e históricos de Portugal; b. Promover o prestígio de Portugal, designadamente através de acções de intercâmbio com associações congéneres estrangeiras; c. Promover a protecção e auxílio mútuo e a defesa dos legítimos interesses espirituais, morais e materiais dos sócios; d. Cooperar com os órgãos de soberania e da Administração Pública com vista à realização dos seus objectivos, nomeadamente no que respeita à adopção de medidas de assistência a situações de carência económica dos associados e de recompensa daqueles a quem a Pátria deva distinguir por actos ou feitos relevantes praticados ao seu serviço; e. Criar, manter e desenvolver departamentos ou estabelecimentos de ensino, cultura, trabalho e solidariedade social em benefício geral do País e directo dos seus associados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe o seu comentário!
Please enter your name here