Num tempo em que a inovação e a modernização, proporcionando a mudança, estão presentes no nosso dia-a-dia, a incerteza e a insegurança condicionam o nosso
comportamento. É importante nos momentos de pausa e de reflexão, que os períodos do Natal e Ano Novo proporcionam, transmitirmos aos que connosco vivem as dificuldades e os êxitos da nossa Instituição secular, dois sentimentos genuínos e profundos:
Um sentimento de agradecimento a todos os membros da Liga dos Combatentes, por, como seus aderentes voluntários, continuarem a construir e a desenvolver uma Instituição útil, visível e credível, ao serviço do país e de todos os associados. Igualmente de profundo agradecimento aos que também voluntariamente, se disponibilizam para dirigi-la aos diferentes níveis dos seus órgãos sociais. É possível cumprir, crescer e vencer em ambientes de incerteza e insegurança. O trabalho por todos realizado, permitindo o desenvolvimento e o atingir de objetivos que nos devem orgulhar, permite-me como primeiro responsável e presidente, explicitar este sentimento numa palavra: OBRIGADO.
O segundo sentimento que gostaria de vos transmitir, é um sentimento de esperança e de determinação. Para que todos os Núcleos espalhados por Portugal e no mundo, todos os membros da Liga dos Combatentes, independentemente da sua qualidade de sócios, se empenhem na promoção e defesa dos valores e na prática da solidariedade, nossos objetivos estatutários, e que por eles lutem quando postos em causa, sendo sempre elementos ativos na garantia da dignidade do cidadão combatente e da perenidade da Liga dos Combatentes. E essa a nossa esperança e a nossa determinação.
Termino com votos de um Novo Ano próspero em termos pessoais e familiares para todos os nossos membros, deixando-vos a certeza de que tudo continuaremos a fazer para prestigiar a Liga dos Combatentes, honrar os nossos mortos e lutar pela dignidade dos vivos.

Joaquim Chito Rodrigues, Tenente-general

Liga dos Combatentes
Author: Liga dos Combatentes

A LIGA DOS COMBATENTES, inicialmente designada por Liga dos Combatentes da Grande Guerra, foi fundada em 1921. Constituem objectivos da LIGA DOS COMBATENTES: a. Promover a exaltação do amor à Pátria e a divulgação, especial entre os jovens, do significado dos símbolos nacionais, bem como a defesa intransigente dos valores morais e históricos de Portugal; b. Promover o prestígio de Portugal, designadamente através de acções de intercâmbio com associações congéneres estrangeiras; c. Promover a protecção e auxílio mútuo e a defesa dos legítimos interesses espirituais, morais e materiais dos sócios; d. Cooperar com os órgãos de soberania e da Administração Pública com vista à realização dos seus objectivos, nomeadamente no que respeita à adopção de medidas de assistência a situações de carência económica dos associados e de recompensa daqueles a quem a Pátria deva distinguir por actos ou feitos relevantes praticados ao seu serviço; e. Criar, manter e desenvolver departamentos ou estabelecimentos de ensino, cultura, trabalho e solidariedade social em benefício geral do País e directo dos seus associados.

Partilhe!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe o seu comentário!
Please enter your name here